quinta-feira, 6 de agosto de 2009

POR QUE RELATAR?

Você já se perguntou por que fazer relatórios do trabalho missionário? Em que isto beneficia a sua igreja? Primeiramente é importante lembrar que o relatório está para a igreja assim como o diagnóstico está para o médico. Você confiaria em um médico que lhe desse uma prescrição médica sem ao menos lhe consultar? Como o médico saberia lhe orientar se ele não ouvir um relatório de sua parte informando o que está acontecendo com sua saúde?
Da mesma forma acontece com os relatórios da Escola Sabatina. Aliás, a Igreja Adventista do Sétimo Dia tem outros relatórios para que os obreiros de todas as partes conheçam o trabalho do seu campo e fora dele. Os relatórios, portanto, indicam os lugares que precisam de ajuda, tanto quanto as fontes das quais se pode esperar reforço. A Associação Geral, Uniões, Associações e Igrejas não poderiam trabalhar de maneira ordenada, sistemática e harmoniosa sem um sistema de relatórios.

Os relatórios fornecem informações para saber onde enviar os novos missionários, quantos materiais produzir, onde precisamos crescer e como suprir as necessidades dos campos missionários. Eles fornecem, portanto, aos diretores de cada departamento da igreja um instrumento de avaliação e planejamento.
Se você prestar atenção a Bíblia é uma compilação de relatórios. O livro do Gênesis é o relatório da Criação e do acordo de Deus com os patriarcas. Muitos outros livros do Antigo Testamento são relatórios do que o povo de Deus empreendeu e realizou. O Novo Testamento contém grande número de relatórios. Os Evangelhos são, basicamente, relatórios do que Jesus fez. O livro de Atos é um relatório escrito por Lucas sobre o trabalho missionário feito pelos apóstolos. Há vários indícios dos relatórios apresentados na igreja primitiva.
Mas, alguém ainda poderia lhe perguntar: O que a mão esquerda faz, a direita deveria saber? Por que tenho que dar satisfação sobre o trabalho missionário? Como você viu acima há várias razões. Mas apresentaremos mais duas razões, que também foram apresentadas na Revista da Escola Sabatina de 2008:

1. Porque a Igreja Cristã Primitiva informava:

“Reuniram-se os apóstolos com Jesus e contaram-lhe tudo o que tinham feito e ensinado”. (Marcos 6:30).

“Quando os apóstolos voltaram, contaram-lhe tudo o que haviam feito. E Ele, levando-os consigo, retirou-se à parte para uma cidade chamada Betsaida”. (Lucas 9:10).

“E, quando chegaram a Jerusalém, foram recebidos pela igreja e pelos apóstolos e anciãos, e relataram tudo quanto Deus fizera por meio deles... Então toda a multidão se calou e escutava a Barnabé e a Paulo, que contavam quantos sinais e prodígios Deus havia feito por meio deles entre os gentios.” (Atos 15: 4, 12).

2. Ellen White também orienta a igreja a relatar:

“Os que se uniram ao Senhor em concerto de serviço acham-se sob obrigação de a Ele se unir também na grande e sublime obra de salvar almas. Durante a semana façam os membros da igreja fielmente sua parte e, no Sábado, relatem sua experiência. A reunião será então como alimento em tempo oportuno, comunicando a todos os presentes, vida nova e renovado vigor”. Idem, p. 82.

“Que aqueles que obtêm tal experiência trabalhando para o Senhor escrevam um relato dela para nossas revistas, a fim de que outros possam ser animados. Que o colportor fale da alegria e bênção que recebeu em seu ministério como evangelista. Estes relatórios devem aparecer em nossas revistas, porque são de vasto alcance em sua influência. Serão como uma doce fragrância na igreja, um cheiro de vida para vida. Assim é visto que Deus trabalha com aqueles que cooperam com Ele”. TS, T. II, p. 551.

É por isso que é importantíssimo o relatório que os professores fazem nas unidades de ação e o relatório que a direção da Escola Sabatina deve enviar para a Associação depois do término do trimestre. A data limite para o relatório chegar à Associação é sempre o dia 10 depois de terminar o trimestre. As informações são necessárias para a boa gestão do programa, correta produção e distribuição de materiais da Escola Sabatina, por isso, participe, relate e estude a lição da Escola Sabatina. [EFávero]

0 comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

COMPARTILHE

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More