segunda-feira, 21 de setembro de 2009

A FIDELIDADE COMPENSA

Janaína SiqueiraJanaína Siqueira (foto ao lado) é membro da Igreja Adventista de Afonso Pena em São José – PR. No início desse ano, enquanto acampava no Acamp Verão, ela teve uma experiência que marcou sua vida. Em um momento da programação os acampantes dividiram-se em grupos para fazer pedidos de oração, e foi ai que começou essa história que revela que a fidelidade compensa. Vamos deixar que ela conte sua história:

“Nos reunimos em grupos para orar. Meu pedido foi para que durante esse ano eu testemunhasse mais, principalmente na minha faculdade. Eu sentia que mesmo tendo um comportamento adequado, talvez as pessoas não percebessem que eu era uma cristã adventista. O que eu não imaginava era como Deus responderia minha oração.

“Comecei a receber uma bolsa de estudos em um estágio que eu fazia desde julho de 2008, porém continuei trabalhando da mesma forma. Em abril, meu coordenador enviou um e-mail dizendo que os bolsistas tem uma carga horária maior a cumprir do que demais alunos, e eu, não estava cumprindo. No seu e-mail ele mencionou que por saber que tínhamos pouco horário livre durante a semana, devido o curso ser em tempo integral, ele nos ajudaria. Sua ajuda era oferecer o que meus colegas já faziam, ou seja, eles completavam suas horas fazendo campanhas aos sábados.

"Expliquei que eu não poderia fazer como meus colegas porque eu guardava o sábado e sugeri duas coisas: Primeiro que, quando possível, eu fizesse as campanhas durante a semana e segundo, eu usasse todas as minhas janelas para fazer escalas no Hemepar.

"Acreditei que estava tudo certo. Mas fui chamada para conversar novamente no mês de junho e, dessa vez, pessoalmente e com os dois coordenadores. Expliquei melhor a minha situação e disse que mesmo não fazendo campanhas aos sábados eu tinha muitas horas de escalas durante a semana. Eles entenderam, mas não aceitaram.

"Sua resposta foi rápida e ao ponto. Deram um mês para que eu pensasse se iria continuar ou não. Caso eu não quisesse cobrir as horas no sábado, eles passariam a bolsa para outro aluno.

"Eu tinha um mês, mas um dia depois, numa quarta-feira, eu recebi um e-mail dizendo que eles não poderiam esperar tanto tempo e que eu deveria responder até na segunda-feira. Não esperei tanto, respondi dizendo que eles poderiam passar a bolsa para outro aluno que pudesse ajudar mais no projeto. Houve um silêncio de 30 dias e somente um mês depois eu recebi um retorno.

"Os administradores fizeram várias reuniões e quando receberam a minha carga horária total de escalas durante a semana decidiram que eu deveria continuar com a bolsa. O testemunho se completa da seguinte forma: Antes de receber a resposta de que eu continuaria, em uma das minhas escalas eu comentava com uma colega de estágio que eu sairia por esse motivo. Ela disse que me entendia porque ela também era cristã de outra denominação, e além disso, ela tinha três amigos Adventistas do Sétimo Dia em sua sala.

"Minha amiga perguntou como eu faria com a questão da formatura, pois geralmente elas são realizadas na sexta-feira a noite. Contei eu também tinha dificuldades com relação a isso, principalmente porque minha mãe não frequenta a igreja e seu desejo é que eu me formasse com minha turma. Então minha amiga contou que os adventistas de sua sala explicaram que não poderiam fazer a colação se fosse na sexta e a turma aceitou fazer na quinta-feira.

"Decidi mudar para a turma dela no próximo período e tenho que explicar a todos o porquê da minha decisão. Hoje, a grande maioria das pessoas que me conhecem na universidade sabem que os meus comportamentos têm um motivo. Por meio dessas duas decisões, pude também mostrar pra minha mãe que Deus não desampara seus filhos e que nos recompensa se formos fiéis a Ele.”

Janaina Siqueira
Estudante de Medicina na UFPR em Curitiba

Nota: Esta história revela o quanto Deus é fiel. Ele é quem ordenou que a oração fosse um estilo de vida do cristão. “Pedi, e dar-se-vos-á; buscai e achareis; batei, e abrir-se-vos-á” Mateus 7:7. Principalmente que a oração de Janaína foi em prol de duas obrigações do cristão: Testemunhar e Guardar os Seus mandamentos. Sobre o testemunho lemos em I Coríntios 9:16: “Se anuncio o evangelho, não tenho de que me gloriar, pois sobre mim pesa essa obrigação; porque ai de mim se não pregar o evangelho!”. E, Ellen White escreveu: “Meditando [os discípulos] sobre Sua vida pura, santa, sentiram que nenhum trabalho seria árduo demais, nenhum sacrifício demasiado grande, contanto que pudessem testemunhar na própria vida, da amabilidade do caráter de Cristo” Atos dos Apóstolos, 36.

E quanto ao sábado Ellen White escreveu que “o memorial de Deus, o sábado do sétimo dia, o sinal de Sua obra em criar o mundo, foi removido pelo homem do pecado. O povo de Deus tem uma obra especial a fazer em reparar as brechas feitas em Sua lei; e quanto mais nos aproximamos do fim, tanto mais urgente se torna essa obra” Serviço Cristão, 139.

Por isso há uma promessa na Bíblia: “Se desviares o pé de profanar o sábado e de cuidar dos teus próprios interesses no meu santo dia; se chamares ao sábado deleitoso e santo dia do SENHOR, digno de honra, e o honrares não seguindo os teus caminhos, não pretendendo fazer a tua própria vontade, nem falando palavras vãs, então, te deleitarás no SENHOR. Eu te farei cavalgar sobre os altos da terra e te sustentarei com a herança de Jacó, teu pai, porque a boca do SENHOR o disse.” Isaías 58: 13,14.

[EFávero]

0 comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

COMPARTILHE

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More