domingo, 6 de setembro de 2009

MILAGRES EM FRANCISCO BELTRÃO

Cada batismo é a história de um milagre. A vida de Alexandre Barbosa e Irene de Jesus Barbosa (foto a esquerda) é um exemplo. Seu primeiro contato com a igreja foi durante a Semana Santa no mês de março, em Francisco Beltrão, PR. Ao terminar a Semana Santa, o casal começou a estudar a Bíblia na Classe Bíblica dirigida pelo senhor Dirceu Fávero.

Alexandre sempre teve vida desregrada. Ele contou que aos 14 anos começou a fumar maconha e com 15 passava as noites na Praça da Sé,em São Paulo, para de manhã roubar. Quando tinha 16 anos, começou a traficar drogas, roubar carros e ganhar dinheiro de maneira ilícita. “Cheguei a roubar um carro por dia, mas estava sempre sem dinheiro, pois o diabo é mentiroso. Fui preso num dia em que cometi sete assaltos”, lamenta Barbosa.

O diabo tirou tudo dele. Saiu da prisão sem nada e passou 20 anos usando drogas. Alexandre lutava com todas as forças para deixar a droga, mas não conseguia. Queria conhecer mais a Bíblia e qual o plano de Deus para a sua vida.

Quando perdeu tudo o que tinha, mudou-se com a esposa para Francisco Beltrão a fim de trabalhar como servente de pedreiro.

Naquela cidade, os cunhados, que são adventistas, os convidaram para a Semana Santa. “O pastor estava pregando e a Bíblia tocou meu coração. Aceitei o convite para ser batizado e então minha esposa e eu começamos os estudos bíblicos com o irmão Dirceu (foto ao lado). Deus colocou essas pessoas em meu caminho”, comenta emocionado.

Alexandre afirma que descobriu a salvação, entregou a vida a Cristo e hoje se considera um homem feliz. “Hoje sou outro homem e minha esposa, outra mulher. Deus também abriu uma porta para mim no trabalho. É só entregar a vida a Deus que Ele faz o resto”, declara alegre.

Além de Alexandre e Irene, dezenas de pessoas foram batizadas e outras decidiram estudar a Bíblia na colheita que foi realizada nos dias 29 e 30 de agosto.

Para o pastor Denilson Franco, evangelista da Associação Sul-Paranaense, o que se destacou nesse evento foi a organização. Orides Vieira Sarmento, que está se preparando para ser um líder investido de Pequeno Grupo, enfatizou que a semana de colheita deve ser um trabalho natural de semeadura. “Para a pessoa ser batizada ela precisa ser ensinada. Os dois requisitos, dar estudos e batizar, estão ligados e são inseparáveis”, afirma Sarmento.

O pastor distrital Edivaldo Correia afirmou que a união de várias frentes e a preparação prévia é importante para um resultado positivo. “Foi um trabalho em conjunto com todas as frentes missionárias. Se a igreja não se organizar para a colheita nada acontece. Os Pequenos Grupos, Classes Bíblicas, Escola Adventista, Duplas Missionárias fazem o trabalho de base e a colheita é o resultado desse trabalho. Quando a igreja se prepara, os obreiros bíblicos apenas ajudam na colheita”, enfatizou Correia.

Pr. Evandro Fávero

1 comentários:

hoje faz 2 anos que alexandre e irene se batizou aconteceu varios milagres em nossa vida estamos em sao paulo com 1serralheria e 1empreza nao paramos todo momento falamos de DEUS E JESUS CRISTO todo sabado levamos marmitas para nossos irmaos da rua e testemunhamos sou feliz porque encontrei a verdade nao julgue um adventista antes de conhecelo

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

COMPARTILHE

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More