segunda-feira, 26 de abril de 2010

DAS TREVAS PARA A LUZ

História da conversão de um cantor de Forró

Nasci em uma família humilde, na pequena cidade de Missão Velha, Estado do Ceará. Recebi de meus pais educação católica e cresci seguindo a religião deles. Infelizmente, quando estava com nove anos minha mãe faleceu. Meu pai, logo se casou novamente e, como eu e meus dois irmãos éramos um estorvo para a nova relação, fomos entregues para outras famílias da cidade, me senti como cão desprezado.

Eu morava e estudava na cidade, mas tinha meus avós que moravam em um sítio nas imediações, e quando estava de férias escolares ia visitá-los na intenção de caçar passarinhos com os primos, o que era muito atrativo para nós meninos. Às segundas-feiras, ia com os avós para as feiras nas cidades, ali, eu ficava em baixo do auto-falante ouvindo as músicas da época. Quando retornava à noite, todos os primos se reuniam, cada um com uma lata e um sabugo de milho. Eu sentava no centro e cantava tudo o que havia ouvido durante o dia.

Nessa época, nasceu no meu coração o sonho de um dia morar na “cidade grande”. Eu queria ir para São Paulo, estava decidido, quando completasse 18 anos então, iria. Pensava em ser mecânico, comprar uma moto e gravar um disco.

Os anos se passaram, o sonho ficou guardado no coração e, quando completei a idade certa, arrumei minhas coisas e fui para São Paulo. Lá chegando, logo desisti da moto, pois vi que era muito perigoso. Mas, o sonho de ser mecânico e gravar um disco persistiu. Os anos se passaram, me casei, estudei mecânica e me formei na função. Com a primeira parte do sonho realizada, fui à busca do disco e, no dia 03 de março de 1990 vi pela primeira vez meu primeiro LP (foto acima), que felicidade eu senti. Sonhos realizados, concretizados.

Achei que com um disco gravado seria fácil seguir carreira, mas na realidade era difícil. Estive ao lado de grandes personalidades da música, contudo, logo aprendi que no mundo artístico o lema é: cada um por si e “Deus” por todos. Oito anos depois, deixei a música e voltei para a mecânica. Trabalhei em um frigorífico que matava 1200 porcos por dia. Ali, eu tinha uma função de chefia. Chegava na hora que bem queria e achava que nunca iria sair da empresa, pois meu chefe era o próprio dono e, nós tínhamos um bom relacionamento. No entanto, um dia ao voltar das férias fui demitido. Na hora eu não entendi.

Duas coisas aconteceram quando eu ainda trabalhava no frigorífico. Aos sábados, ao ir para o trabalho passava em frente de uma igreja adventista e fazia questão de mexer com os irmãos dizendo: “Vão trabalhar seus vagabundos – hoje é dia de trabalho. Dia de ir a igreja é amanhã: domingo”. Enquanto isso, um sobrinho que frequentava a Igreja Universal sempre me convidava para acompanhá-lo. Mas eu não me sentia bem. Sem explicação, esse sobrinho, sumiu por um bom tempo. Fiquei sabendo que ele estava frequentando uma igreja que não trabalhava aos sábados. Pensei comigo: “Se trabalhando todos os dias ele não estava indo bem financeiramente, agora vai morrer de fome”.

Inesperadamente ele aparece em minha casa oferecendo um Estudo Bíblico. Eu aceitei, mas não levei a sério, foi mais por escarnecimento. Os estudos foram acontecendo, e eu me envolvendo cada vez mais. Quando estudamos sobre os Dez Mandamentos e o Sábado como dia santo do Senhor, eu que já acreditava que a Bíblia é a Palavra de Deus, não pude resistir, nenhuma das demais denominações por onde passei falavam dessa verdade. Prontamente, percebi que estava no caminho certo e no dia 13 de junho de 1998 me entreguei a Jesus como meu único salvador. Hoje, enquanto escrevo este testemunho estou me preparando para ir ao Estúdio gravar meu primeiro CD para Jesus. Agora, poderei cantar e pregar do amor dAquele que muito me amou e me resgatou.

Agora eu sei que: “eu bem sei os pensamentos que tenho a vosso respeito, diz o SENHOR; pensamentos de paz, e não de mal, para vos dar o fim que esperais.” (Jeremias 29:11) Orem por mim.

Antonio Torquato da Silva

0 comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

COMPARTILHE

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More