domingo, 11 de abril de 2010

PRECISAMOS MUDAR AS PRIORIDADES

“Ai o Senhor respondeu: Marta, Marta, você está ocupada e atrapalhada com tantas coisas, mas apenas uma é necessária. Maria escolheu o melhor, e isso ninguém vai tomar dela.” Lc 10:41-42. (BLH)

Estamos cercados por Martas. São muitas as Martas em todos os lugares. Ótimas pessoas que andam atarefadas e cheias de compromissos seculares. Porém, pensando cada dia menos nos interesses espirituais.

Todo mundo gosta dessas Martas, porque são capazes, prestativas, cooperadoras. E sabemos que “alguém” precisa fazer o trabalho. O problema que Marta passa pouco tempo aos pés de Jesus.

Talvez, gaste horas sem fim escovando, cozinhando, limpando, telefonando, na internet, lendo livros e revistas de conteúdo discutível, vendo televisão, ocupando-se em muitos trabalhos e compromissos sociais; mas, “chora” quando tem que dar alguns minutos para o culto em família, à leitura da Bíblia ou a oração.

As Martas modernas não sabem o que estão perdendo. Não entendem que as maiores e melhores alegrias, os prazeres mais profundos da vida só encontram-se na presença de Cristo.

Imagine: Marta queria que Maria trocasse a comunhão com Jesus Cristo, o Filho de Deus, pelos trabalhos da cozinha. Podemos até ser simpáticos às queixas de Marta, mas devemos reconhecer que esta atitude revelava um problema mais profundo. O coração de Marta precisava ser reorientado na direção do Céu. Precisava dar o real valor a Jesus, Seu Poder, Sua Palavra.

Hoje, certamente muitos são iguais ou ainda piores que Marta. Precisam uma nova visão dos verdadeiros e reais valores da vida. Essa mudança muitas vezes acontece apenas com uma simples conversão; outras por problemas e provações; outras nas enfermidades.

Conhecemos vários casos de pessoas que só mudam sua visão depois ou durante enfermidade sua ou na família. Vêem que as coisas consideradas de grande valor, tornaram-se quase sem importância, ou foram colocadas na sua ótica real, enquanto as consideradas de pouco ou nenhum valor de repente adquirem um valor muitas vezes maior.

Ocupados e atrapalhados com muitas coisas, Jesus nos diz: “mas apenas uma é necessária”. A nossa relação diária e constante com Jesus é portanto, em última análise a única coisa que realmente importa, a única que realmente tem valor.

Precisamos sabedoria divina para que se alguma coisa precisa ser deixada ou negligenciada, que sejam os trabalhos materiais, nunca o cuidado pessoal com a edificação do nosso caráter!

Feliz semana!

Pr. Thomas Kloppe
Pastor distrital em Laguna – SC.

0 comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

COMPARTILHE

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More