sexta-feira, 28 de maio de 2010

EDUCAÇÃO COM PALMADAS ESTÁ COM OS DIAS CONTADOS?

Deu no site G1:

"A famosa "palmadinha educativa" nos filhos pode estar com os dias contados. Um projeto de lei pretende acabar com todo tipo de castigo físico para as crianças.

“Eu acho que não deve bater demais, mas uma palmadinha de vez em quando é bom”, acredita uma mãe.

“Não machucando é o jeito mais certo de criar filho”, diz o pai.

“Eu sou contra agressões de qualquer forma. Eu acho que conversando com seus filhos você consegue”, acredita outra mãe.

"Ás vezes é difícil não perder a paciência. Filho tira mesmo os pais do sério. Na casa do João, de cinco anos, a crise sempre começa na hora de parar de brincar, de ver televisão para fazer o dever de casa.

“Ele grita, ele fala pro papai do céu que não queria mais essa mãe, que quer trocar de mãe e birra e grita e pede ajuda”, revela Mariana Cheim, mãe de João.

"Mariana é carinhosa, mas só consegue acabar com a manha do filho dando uma palmadinha. “Você fala uma vez, fala duas vezes, mostra a terceira, mostra a quarta, mostra a quinta aí daí... Porque eu acho que tem horas que o diálogo não resolve”, conta.

"Com Mateus, de sete anos, é bem diferente. A mãe nunca recorre as palmadas, mas o garoto ajuda, é muito obediente. Não reclama nem de fazer a lição de casa.

"Sueli, diz que o comportamento do filho é resultado de muita conversa. “A gente tem aquele certo diálogo e ele obedece e ele entende e ele me respeita”, garante Suely Bezerra, mãe de Mateus.

"O congresso nacional discute um projeto que proíbe a aplicação de castigos físicos, moderados ou não, nos filhos, mesmo que a punição tenha caráter pedagógico.

"Na prática seria o fim da tal "palmadinha educativa". Os pais que desobedecerem a lei podem ser obrigados a fazer tratamento psicológico ou psiquiátrico, junto com as crianças."

Nota:

"A Bíblia fala muito sobre educação. Vale a pena ouvir o conselho de Deus. Veja abaixo alguns textos da Bíblia e da autora Ellen White:

"Muitas são as famílias com crianças que parecem bem-educadas enquanto se encontram sob a disciplina; quando, porém, o sistema que as ligou a certas regras se rompe, parecem incapazes de pensar, agir ou decidir por si mesmas. Essas crianças estiveram por tanto tempo sob uma regra de ferro, sem permissão de pensar ou agir por si mesmas naquilo em que era perfeitamente próprio que o fizessem, que não têm confiança em si mesmas, para procederem segundo seu próprio discernimento, tendo opinião própria." Conselhos aos Pais Professores e Estudantes, 74.

"Muitos filhos, por falta de palavras de ânimo e um pouco de assistência em seus esforços, ficam desanimados e mudam de uma coisa para outra, e levam consigo esse triste defeito na vida madura. Deixam de tornar um êxito qualquer coisa em que se empenham, pois não foram ensinados a perseverar sob circunstâncias desanimadoras. Assim toda a vida de muitas pessoas se demonstra um fracasso, porque não tiveram a correta disciplina quando eram novas. A educação recebida na infância e na juventude afeta toda a sua carreira comercial na vida madura, e sua experiência religiosa leva cunho correspondente." Orientação da Criança, 128.

"As crianças têm temperamentos diferentes e nem sempre os pais podem aplicar a cada uma a mesma maneira de disciplina. Há diversas classes de espíritos, e eles devem ser estudados com oração, para que possam ser moldados de tal maneira que realizem o propósito designado por Deus." Orientação da Criança, 207.

"O objetivo da disciplina é ensinar à criança o governo de si mesma. Devem ensinar-se-lhe a confiança e direção próprias. Portanto, logo que ela seja capaz de entendimento deve alistar-se a sua razão ao lado da obediência. Que todo o trato com ela seja de tal maneira que mostre ser justa e razoável a obediência. Ajudai-a a ver que todas as coisas se acham subordinadas a leis, e que a desobediência conduz finalmente a desastres e sofrimentos. Quando Deus diz: "Não farás", amorosamente Ele nos avisa das conseqüências da desobediência, a fim de nos livrar de desgraças e perdas." Educação, 287.

"A mãe pode perguntar: "Nunca deverei castigar meu filho?" A vara pode ser necessária quando falharam outros recursos, contudo não deve fazer uso dela, se for possível evitar. Mas, se medidas mais brandas se mostrarem insuficientes, deve administrar-se com amor o castigo que levará a criança à compreensão de seus deveres. Freqüentemente um só desses corretivos será suficiente para mostrar à criança pelo resto da vida que não é ela quem governa." Orientação da Criança, 250.

"Que os pais e tutores que passam por alto e desculpam o pecado dos que estão sob seus cuidados se lembrem de que assim se tornam cúmplices desses males. Se em vez de ilimitada transigência, fosse a vara do castigo usada com mais freqüência, não com ira mas com amor e oração, veríamos famílias mais felizes e a sociedade em melhor estado." Orientação da Criança, 276.

"Freqüentemente vejo crianças, a quem se negou alguma coisa que desejavam, atirarem-se ao chão, amuadas, dando pontapés e gritando, enquanto a mãe insensata adula e ralha alternadamente na esperança de fazê-las voltar às boas normas. Esse tratamento apenas incentiva as paixões da criança. Da próxima vez, ela faz o mesmo com aumentada teimosia, confiando em ganhar nesse dia como antes. Assim a vara é poupada, e a criança é estragada." Orientação da Criança, 283.

Por isso a Bíblia diz:

"É bom corrigir e disciplinar a criança. Quando todas as suas vontades são feitas, ela acaba fazendo a sua mãe passar vergonha.” Provérbios 29:15 - BLH.

"Eduque a criança no caminho em que deve andar, e até o fim da vida não se desviará dele.” Provérbios 22:6 - BLH.

"Não deixe de corrigir a criança. Umas palmadas não a matarão. Para dizer a verdade, poderão até livrá-la da morte.” Provérbios 23:13-14 - BLH.

[EFávero]

1 comentários:

É um artigo muito exclarecedor, obrigado!!

Olha, tem um abaixo assinado contra este projeto de lei "antipalmada".

Se puderem assinem/divulguem:

http://www.abaixoassinado.org/abaixoassinados/6564

Abraço.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

COMPARTILHE

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More