quarta-feira, 26 de maio de 2010

SUBIR COM CUIDADO E LENTAMENTE

“Ensina-nos a contar nossos dias, para que alcancemos coração sábio.” Salmo 90:12

Mergulho é um esporte que se torna mais e mais popular a cada ano. Mas aqueles que o praticam precisam estar cientes do perigo que ele representa.

Uma das maiores ameaças é o mal causado por descompressão, ou “bolhas”. Enquanto os mergulhadores estão dentro da água, eles respiram ar comprimido; sua pressão é igual à da água à sua volta. Se o mergulhador fica em água profunda por muito tempo, seu corpo absorve uma grande quantidade de ar comprimido. Se subir muito rápido, seu corpo não é capaz de expelir o gás em excesso devagar o suficiente para evitar a formação de bolhas nos tecidos do corpo.

Quando essas bolhas se formam no cérebro, na medula ou em nervos fora do sistema nervoso central, os resultados podem ser paralisia, convulsões, falta de coordenação, dormência, náusea, defeitos de fala e mudanças na personalidade.

Mergulhadores que sofrem de descompressão precisam ser recomprimidos numa câmara hiperbârica e, então, gradualmente descomprimidos enquanto respiram oxigênio puro.

Como se pode evitar a descompressão? Subindo mais lentamente, com algumas interrupções pelo caminho. Outro método é fazer uma “parada de segurança”, por alguns minutos, a cinco ou seis metros de profundidade.

No que diz respeito à nossa carreira, quão rápido queremos chegar ao topo? Vale a pena pegar “bolhas” para chegar lá mais rápido que outras pessoas?

Cada vez que você mergulhar no seu trabalho no início do dia, lembre-se de soltá-lo gradualmente no fim do dia. Aprenda a se recuperar na companhia da família e de amigos. Então você terá uma boa noite de sono antes de vestir sua roupa de mergulho com o cilindro de oxigênio logo cedo na manhã seguinte.

Jesus, nosso grande exemplo, o Grande Mergulhador, soube evitar a descompressão ou “bolhas”. Quando estava cansado, esgotado, pressionado, Ele se retirava para orar, estar na companhia do Pai, ou ia para a casa de amigos, deixava a multidão que sempre o seguia para fazer uma “parada de segurança” em oração, meditação na Palavra e relacionar-se.

O mesmo Jesus também disse: “Não vos inquieteis com o dia de amanhã, pois o amanhã trará os seus cuidados, basta ao dia o seu próprio mal” Mateus 6:34. Deixe Ele fazer a descompressão em sua vida, se entregue a Ele!

Pr. Flávio Cezar Ferreira
Associação Paulista Oeste - UCB

0 comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

COMPARTILHE

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More