quarta-feira, 21 de julho de 2010

Algum animal é monogâmico?

Monogamia é realmente algo raro no reino animal mas há aqueles que conseguem ser fiéis a vida toda.

Parece que a maioria dos monogâmicos fica junto por causa das crianças. Sim. A prole de alguns animais exige cuidados excessivos que precisam tanto da mãe quanto do pai. Os filhotes ficam impotentes por muito tempo, e a mãe sozinha pode não dar conta.

Cerca de 3 a 5% dos mamíferos encontram um parceiro para a vida, incluindo lontras, castores e lobos. (...)

E quanto aos humanos? Segundo os estudiosos, somos uma espécie disposta à monogamia. Certamente, quando comparada a outros animais, somos bastante monogâmicos.

Alguns outros monogâmicos notáveis são um tipo de águia que mostra o seu compromisso com um vôo de acrobacias e a ratazana da pradaria do sexo masculino (um pequeno roedor) que irá acasalar apenas com a fêmea que ele perde a virgindade.

Animais como o abutre negro e as salamandras de costas vermelhas não toleram a promiscuidade: os abutres atacam qualquer outro da espécie que seja considerado namorador, e os salamandras machos assediam fisicamente e psicologicamente as fêmeas que eles acham que os estão traindo.

Pinguins imperadores têm a reputação de monogâmicos, mas na realidade praticam monogamia anual. Depois de todo inverno, eles buscam novos parceiros. [Hype Science]

Nota: A natureza nos ensina lições maravilhosas. Neste caso os animais nos ensinam lições de fidelidade. Em uma época onde é vergonhoso ser fiel e normal ser promíscuo.“A inteligência apresentada por muitos mudos animais chega tão perto da inteligência humana que é um mistério. Os animais vêem e ouvem, amam, temem e sofrem. Eles se servem de seus órgãos muito mais fielmente do que muitos seres humanos dos seus. Manifestam simpatia e ternura para com seus companheiros de sofrimento. Muitos animais mostram pelos que deles cuidam uma afeição muito superior à que é manifestada por alguns membros da raça humana. Criam para com o homem apegos que se não rompem senão à custa de grandes sofrimentos de sua parte” A Ciência do Bom Viver, p. 315, 316.

A lição de fidelidade ilustrada pela natureza pode ser melhor compreendida quando lemos que "Aquele que deu Eva a Adão por companheira, operou Seu primeiro milagre numa festa de casamento. Na sala festiva em que amigos e parentes juntos se alegravam, Cristo começou Seu ministério público. Sancionou assim o matrimônio, reconhecendo-o como instituição por Ele mesmo estabelecida. Ordenou que homens e mulheres se unissem em santo matrimônio, para constituir famílias cujos membros, coroados de honra, fossem reconhecidos como membros da família celestial" A Ciência do Bom Viver, 356.

Por isso, aprenda com a Bíblia e com a natureza a valorizar o casamento. "Digno de honra entre todos seja o matrimônio, bem como o leito sem mácula; porque Deus julgará os impuros e adúlteros" Hebreus 13:4

Pr. Evandro Fávero

0 comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

COMPARTILHE

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More