quinta-feira, 29 de julho de 2010

Missão Malásia: Do islamismo para o adventismo.

A religião muçulmana tem crescido nos últimos anos (atualmente é a segunda maior do mundo) e está presente em todos os continentes. Porém, a maior parte de seguidores do islamismo encontra-se nos países árabes do Oriente Médio e do norte da África. A religião muçulmana é monoteísta, ou seja, tem apenas um deus: Alá.

Criada pelo profeta Maomé, a doutrina muçulmana encontra-se no livro sagrado, o Alcorão ou Corão. Na Malásia, a religião oficial é o islamismo. Ali, a pessoa que casa com um muçulmano tornar-se obrigada a pertencer à religião do cônjuge e, recebe uma nova identidade dizendo pertencer à religião, e isso não pode ser jamais mudado.

Foi assim que as vidas de Felícia e Moses cruzaram-se, pessoas com um histórico de vida totalmente diferente. Ela, católica, apesar de não se encaixar nas atividades da religião professada. Ele, mulçumano. Muito cedo, quando pode ver-se livre de obrigações para com a igreja e decidir o que fazer de sua vida, Felícia entrou em um mundo de prazeres e diversões. Seu desejo era alcançar tudo o que o dinheiro poderia oferecer. Mas, ironicamente a vida a levou a um caminho muito diferente. Nesse ínterim, conheceu Moses, apaixonaram-se e inicia-se uma saga de dor, mudanças, lutas e finalmente a entrega a Jesus.

Apesar de apaixonados, algo não poderia ser mudado: os dois eram muito diferentes, Moses tranquilo, amante da calmaria, Felícia exigente e ambiciosa. Moses não conseguia dar o que ela queria. Enfrentando, frustração sobre frustração no casamento, Felícia começou a fazer aquilo que a maioria dos casais faz, ao invés de procurar ajuda, desprezava o companheiro. Moses se trancava cada vez mais no seu mundo, sem saber como reagir à situação tão incomoda. Diante de toda a tribulação e falta de entendimento, Felícia desejava ardentemente ver-se livre, daquela vida e da religião de seu esposo.

No entanto, Deus tinha planos especiais para a vida de ambos. Certo dia, uma irmã adventista a encontrou em um centro comercial da cidade e, começaram a falar sobre sua vida – é muito fácil manter contatos com os malaios pois são pessoas muito queridas e gostam de relacionar-se.

Felícia discorreu sobre o problema com o marido que não tinha ambição. Comentou como seu relacionamento simplesmente não dava certo. Clara os conduziu a um terapeuta familiar e, eles foram direcionados a uma Classe Bíblica. Nada muito fácil, dado que a religião de Moses era tão diferente, no entanto com sabedoria, os membros da igreja que ministravam os estudos, procuraram de forma muito eficaz e amorosa apresentar Jesus. O primeiro a reagir, por incrível que pareça, foi Moses, que confrontado com a sua natureza pecaminosa, percebeu a necessidade de um salvador. Depois, Felícia vendo a mudança na vida do marido entendeu que existe um salvador que nos ama de maneira muito diferente do que haviam até então experimentado.

Quando chegamos para pregar, Moses, Felicia e a Filha mais velha Joeanne já estavam estudando a Bíblia por pelo menos 3 anos. Cada noite nos cultos um apelo veemente era pronunciado, cada noite foram colocados frente a frente com a salvação, e a necessidade de aceitar finalmente a Jesus surgiu. A família tinha medo de aceitar a Cristo, mudar de religião era uma impossibilidade, já que suas identidades não poderiam ser mudadas, então solicitaram com lágrimas que orássemos para que tivessem coragem de mudar.

No primeiro sábado, tivemos um belíssimo batismo e, depois o apelo. Toda a família aceitou o convite. Após alguns dias, foram visitados e, nova vez um apelo. Ali entendi um pouco a luta deles. Eles não podem se tornar adventistas. Por toda a vida terão em suas identidades escrito que são muçulmanos. Incomodado, fui me informar com a associação e o pastor da igreja local. A informação que recebemos foi: “eles se tornam adventistas e deixam a carteira de identidade como está”. Amém!!! Que alegria quando a família soube disso, poderiam finalmente, aceitar a Cristo, serem batizados e fazer parte da Igreja de Deus. Moses, Felícia e Jeoane, a filha mais velha, agora são membros dessa igreja Adventista a igreja mundial que guarda os mandamentos do verdadeiro Deus e tem a fé em Jesus.

Orem por essa família, pois há uma grande esperança que se tornem um elo entre a Igreja Adventista do Sétimo Dia e os muçulmanos daquela cidade.

Pr. Berndt Wolter
(
Núcleo de Missões)

0 comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

COMPARTILHE

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More