domingo, 25 de julho de 2010

Os melhores dons do céu

“Que a graça, a misericórdia e a paz de Deus, nosso Pai, e de Jesus Cristo seu Filho estejam conosco em verdade e amor.” 2 João 3 (BLH)

A palavra grega charis, que neste texto é traduzida por graça, aparece 150 vezes no Novo Testamento. Muitos falam, discutem ou ensinam sobre essa palavra. Mas, o que realmente ela significa?
Conta-se que uma senhora idosa, com pouca instrução escolar, deu a seguinte resposta:

-- “Bem, não sou letrada, de forma que não posso dizer muito sobre o significado dela; mas sei apenas que sou “salva pela graça”, e isso é suficiente para me fazer feliz aqui, e espero ir para o Céu um dia.
E continuou: -- “Não preciso de mais, preciso? Que sentimento eu tenho ao sentir-me salva? Para mim, faz-me sentir como se o Senhor estive em meu lugar, e eu no lugar dEle!”

Esta querida idosa foi muito clara em sua resposta. Graça é o amor de Deus agindo para salvar pecadores através de Seu Filho Jesus Cristo. Mesmo com toda a humanidade achando-se em rebelião contra Deus; mesmo com toda a família humana amando-se mais a si mesma e assim esteja pervertendo a verdade e Seus ensinos; Deus providenciou, proveu um plano maravilhoso chamado plano da salvação.

Deus enviou Seu Filho único a este mundo caído e rebelde, com o propósito de atrair, podemos dizer “cortejar” corações duros e insensíveis, erguer a todos os caídos, abrindo-nos as portas do Seu Reino.

Homens ímpios pegaram Seu Filho e O crucificaram. Mesmo assim, Deus continuou a amar e agir em nosso favor. Com paciência, bondade e ansiosamente, Ele continuou em Seus esforços para conquistar corações e vidas.

E, sempre que um coração entrega-se aos apelos do Espírito Santo, Seu poder transforma a vida. Transformação que substitui a culpa pelo perdão, o pecado pela justiça, a desobediência pela obediência, o ódio pelo amor, o rancor pelo perdão, a desonestidade pela retidão, o egoísmo pela abnegação.

Mas, além da graça, João, o discípulo amado, desejou também a misericórdia de Deus ao destinatário de sua carta. Então, o que mais poderíamos pedir senão que Deus derrame Sua graça, misericórdia e paz sobre todos nós?

Nesses dons divinos podemos encontrar a resposta a todas as nossas necessidades – salvação do pecado, poder para amar e tratar os outros como Deus nos trata, e um caráter resistente para que resistamos calmamente às tentações, provas e dificuldades que certamente nos atingem.

Devemos, portanto, abrir o coração a Jesus. Ele entrará e nos abençoará com Sua graça, misericórdia e paz. Assim como fez nos dias dos apóstolos, deseja fazer-nos hoje também! Feliz semana!

Pr. Thomas Kloppe
Pastor distrital em Laguna, SC.

0 comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

COMPARTILHE

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More