terça-feira, 23 de novembro de 2010

Fidelidade no uso do tempo

“Portanto, vede diligentemente como andais, não como néscios, mas como sábios, usando bem cada oportunidade, porquanto os dias são maus” Efésios 5:15,16.

Trinta minutos é muito tempo ou pouco? Depende...Para um noivo à beira do altar, esperar 30 minutos é muito tempo. Agora, para o mesmo noivo, após o casamento, se na lua de mel lhe fosse concedido apenas 30 minutos na companhia da noiva seria pouco ou muito? Claro que pouco!

Na vida podemos gastar o tempo ou investir o tempo! No início da humanidade pós-pecado as pessoas viviam muito tempo. Matusalém viveu 969 anos. O pai de Noé, Lameque, viveu 777 anos. O nosso pai, Adão, viveu 930 anos. Hoje vivemos em média 80 anos!

A pergunta é: O que você faria caso vivesse 1.000 anos? Como ocuparia seu tempo? Quais seriam seus planos? Como ainda não somos eternos devemos ocupar o nosso tempo de maneira sábia: Minhas atitudes, pensamentos e decisões são realizados dentro de um espaço de tempo.

John Wesley, teólogo inglês, fundador do metodismo, movimento religioso que iniciou no século 18, escreveu 371 obras. Viajava a cavalo 8.000 km por ano. Pregava anualmente 750 sermões, cerca de dois por dia. Além disso, mantinha fielmente, correspondência com muita gente. Como foi possível fazer tudo isso?

Instruindo os seus auxiliares ele escreveu: “Sede diligentes. Nunca vos ocupeis em coisas triviais. Não percais tempo. Não gasteis em nenhum lugar mais tempo do que o absolutamente necessário. Sede pontuais. Fazei tudo exatamente no seu tempo próprio”. Assim disse Wesley, mas Deus já havia assim falado, através de Paulo e outros escritores bíblicos.

Grandes servos do Senhor no passado utilizaram com sabedoria seu tempo. Ocuparam-se com coisas prioritárias. Hoje devemos deixar de lado aquilo que, por vezes, não é mau, porém, também não é útil. Distração e tentação são artimanhas do inimigo.

Vivemos no tempo do fim e por isso é necessário exercermos criteriosa fidelidade no uso de nosso tempo. Tanta coisa reclama nossa atenção que às vezes nossa agenda não tem linhas suficientes para as demandas. Peçamos ajuda ao Deus do infinito. Ele também administra as minúcias.

Pr. Leandro Pletsch Rodrigues
Associação Catarinense - USB


Leia também: Cinco segredos para o sucesso pessoal e profissional

0 comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

COMPARTILHE

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More