terça-feira, 16 de novembro de 2010

Lágrimas no céu

“E lhes enxugará dos olhos toda lágrima.” Apoc. 21:4

Este é um dos textos mais confortadores e tocantes da Bíblia. Imagine Deus mesmo tomando Seus filhos nos braços a fim de confortá-los e com Suas mãos, como um pai que muito ama seu filho, enxugando-lhe as lágrimas e dizendo: "Não haverá mais morte, pranto ou dor [Meu filho] tudo já passou... eis que faço novas todas às coisas" (Apoc.21:4,5) não chore mais.

Quando medito no contexto dessa promessa vejo o que ocorrera após João ter visto novo céu e nova terra. Minha mente transporta-se para a cena ali descrita. Estaremos no céu, usufruindo das maravilhas dos primeiros momentos da eternidade. Vamos abraçar nossos companheiros de jornada com tanta alegria que as palavras são insuficientes para descrever. Encontrando um, outro e outro, beijos e abraços, sorrisos de alegria, prazer, felicidade. Chegamos! Chegamos! Vencemos! Vencemos! Anjos comemorando conosco, mas... de repente... a lembrança: Onde está fulano? E aquele irmão que eu batizei? Aquele colega que se formou conosco? Aquela irmã diretora de...? Acredito então, que, ao sentirmos falta de pessoas que conhecemos e com quem convivemos por anos, (ao mesmo tempo em que desfrutamos as alegrias do céu), inevitavelmente as lágrimas nos virão aos olhos. Também, por estarmos conscientes que não poderão ali estar e que talvez fizemos tão pouco por elas. Não tivemos tanto amor quanto poderíamos, enquanto tivemos oportunidade. Aqueles momentos de êxtase e alegria transformam-se em lágrimas...

Lembro dos momentos que chorei de tristeza pela perda de pessoas queridas, mas que não amei tanto quanto poderia ter amado. O vazio da inexistência delas dói. Há uma música secular que diz: “... é preciso amar as pessoas como se não houvesse amanhã...” Como se amanhã elas não fossem mais existir.

Ame as pessoas. Amar é tratar bem, ter boas palavras, consideração, compadecer-se, fazer qualquer coisa boa por elas, perdoar, ser amigo, sorrir, ser dócil, agradável etc. E.G.White diz: “amanhã, talvez, algumas dessas pessoas estarão onde nunca mais as poderemos alcançar.” MM 2009, 249 .

Ame! Se você não conseguir salvá-las, Deus vai compreender sua dor. Talvez você olhará para o Pai e dirá: Senhor, eu poderia ter feito algo mais para salvá-las. Então Deus lhe enxugará dos olhos toda lágrima.

Portanto meu querido, saia hoje disposto a amar um pouco mais as pessoas, isso poderá fazer diferença pela eternidade.

Pr. Neilton Ribeiro de Souza
Associação Bahia Sul - UNeB

1 comentários:

1. Prezado Pastor, lindo texto, parabéns.
Oxalá que possamos, cumprir aqui o nosso dever em tempo oportuno.
Que o Senhor abençoe seu ministério.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

COMPARTILHE

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More