quinta-feira, 18 de novembro de 2010

Resumo da lição 8 da Escola Sabatina

CLIQUE NA IMAGEM AO LADO PARA BAIXAR A LIÇÃO EM POWER POINT

Título: “Joabe: O fraco valente de Davi”

Texto-chave
“Todo caminho do homem é reto aos seus próprios olhos, mas o Senhor sonda os corações” Provérbios 21:2.

Objetivos
1. Entender que Deus espera de nós comportamento coerente com o conhecimento que temos da Palavra de Deus.
2. Desenvolver os valores do Evangelho por meio de uma vida de obediência à vontade de Deus.
3. Viver na dependência completa da orientação do Espírito Santo, que nos leva a conformar-nos com o projeto de Deus para nossa vida.

Verdade Central
O conhecimento teórico da vontade de Deus não garante vitória sobre o mal. É preciso disposição para viver de acordo com a vontade divina. Joabe falhou ao não permitir ser dirigido pela Palavra de Deus.

Lição de Domingo: Questões familiares

O ser humano tem a tendência de “maquiar” seus verdadeiros motivos. O que havia por trás do assassinato frio de Abner cometido por Joabe? Circunstâncias à parte, como muitas vezes podemos agir segundo os mesmos motivos?

1. Joabe fora importante general de Davi, ajudando a firmar a monarquia, conquistar inimigos e expandir o reino. Como soldado, conhecia muito bem as leis da guerra, mas permitiu que o desejo de vingança prevalecesse sobre a honra e a justiça.
2. A nova lealdade de Abner para com Davi confrontava Joabe com um rival em potencial a favor do rei.
3. A desculpa de que Abner seria um “espião” servia apenas para amortecer no coração de Joabe a seriedade de seu comportamento criminoso.

Lição de Segunda-feira: O custo do pecado

“A miséria anda sempre em busca de companhia”. Como Joabe, preso pelo seu pecado, passou a agir em relação aos pecados de Davi? O que isso demonstra sobre seu caráter?

1. O pecado forma uma estranha “cumplicidade”. Joabe compreendeu e levou imediatamente a efeito o plano de Davi para eliminar Urias, apesar de saber que este era um bom homem e um grande soldado.
2. Joabe estava disposto a qualquer coisa para “limpar a barra” com o rei. “Vendeu” sua integridade e sufocou a consciência, anulando o meio pelo qual Deus age em nossa vida.
3. No episódio da morte de Absalão, Joabe demonstra todo o seu oportunismo e crueldade para garantir a autopreservação, usando a desculpa de estar defendendo a integridade do rei. Era um sujeito extremamente calculista.

Lição de Terça-feira: Joabe, o político

A estratégia de Joabe para aproximar Davi e Absalão partia do pressuposto de que o perdão devia ser concedido. Por que, no caso de Joabe, isso parecia não funcionar?

1. Nem sempre o conhecimento da vontade de Deus vem acompanhado da respectiva prática. Joabe demonstrou conhecer a vontade de Deus e a aplicou na reaproximação de Davi e Absalão, mas não a aplicava em sua própria vida. A rejeição consciente da orientação de Deus leva o indivíduo a se tornar cada vez mais duro e resistente à voz do Espírito Santo.
2. Com a morte de Amnon, Absalão se tornara o próximo na linha de sucessão real. Aproximar-se de Absalão era, portanto, conveniente para Joabe que tinha a preocupação de garantir seu futuro, desconsiderando a vontade de Deus.
3. Manipulação, interesse próprio, orgulho e desejo de supremacia marcaram as ações de Joabe. Parece que sempre avaliava as situações a partir do favorecimento pessoal, deixando os princípios de lado. Mas esse também é um quadro real de todo ser humano carnal. Todo ser humano tem seu lado “político”. A solução está na prática da Palavra de Deus (Tg. 1:22).

Lição de Quarta-feira: Vivendo pela espada

Que comportamento terrível foi repetido por Joabe na execução do seu projeto de poder?

1. No seu projeto pessoal não havia espaço para o segundo lugar. Após ser substituído por Amasa, Joabe mais uma vez usa da traição para eliminar um possível concorrente. O mais triste era que se tratava de um primo seu que fora atraído para a morte por um comportamento fingido de Joabe.
2. Joabe não se conformava com a vontade de Deus. Em última instância tinha uma luta pessoal, mesmo que inconsciente, contra Deus. A tentativa de fazer prevalecer seus planos e de que as coisas se resolvessem segundo a sua maneira, desprezando a orientação divina, foi a base de sua ruína.

Lição de Quinta-feira: A última parada de Joabe

Quais foram as últimas atitudes de Joabe que marcaram seu triste fim?

1. O apoio de Joabe à tentativa de golpe de Adonias demonstra uma indisposição férrea em resistir à Palavra de Deus. A velhice e debilidade de Davi não impediram que este pudesse, antes da morte, cumprir a orientação de Deus empossando Salomão no trono e lançando por terra os planos de Adonias, Abiatar e Joabe.
2. A última gota encheu a taça de Joabe ao apoiar a tentativa de Adonias de obter Abisague como mulher. Sua rebelião contra a vontade de Deus chegou ao fim. A lei da retribuição deveria se cumprir em sua vida (Gl. 6:7).
3. Interessante que Joabe resolveu buscar socorro justamente no santuário do Deus a quem sempre afrontara. Sua atitude de agarrar-se aos chifres do altar não fora levada em consideração por Salomão, uma vez que o santuário provia socorro apenas para a alma verdadeiramente arrependida por homicídios cometidos involuntariamente. Joabe colocara-se além da misericórdia divina.

Conclusão

1. A vontade de Deus é soberana. Ele respeita nossa escolhas, mas trabalha para que Sua vontade prevaleça para o bem do Seu povo.
2. A prática da Palavra de Deus ajuda a desenvolver valores como humildade, integridade e verdade.
3. Os esquemas e maquinações humanos nos afastam de Deus e aumentam o peso do juízo sobre nós.
4. A lei da retribuição é certa; se não agora, certamente no juízo.
5. Mais importante que conhecer é praticar a Palavra de Deus.

Pr. Paulo Rogério da Silva
Distrital de Bom Retiro/Joinville, SC

0 comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

COMPARTILHE

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More