sábado, 26 de fevereiro de 2011

Estudo associa TV em excesso a problemas psicológicos na infância

Crianças que ficam muito tempo em frente à televisão ou mexendo no computador, além de terem maior propensão à obesidade, podem ter mais problemas psicológicos do que as outras, segundo estudo da Universidade de Bristol, no Reino Unido. Avaliando mais de mil crianças com 10 e 11 anos de idade, os pesquisadores observaram que aquelas que ficavam mais de duas horas por dia em frente à tela tinham 60% mais chances de terem problemas psicológicos, independentemente de seus níveis de atividades físicas.

“Apesar de os baixos níveis de visualização da tela não serem problemáticos, não podemos confiar na atividade física para compensar as longas horas da visualização da tela”, destacou a pesquisadora Angie Page, em artigo que será publicado na edição de novembro da revista Pediatrics. “Assistir TV ou jogar games de computador por mais de duas horas por dia está relacionado a maiores dificuldades psicológicas”, completou a especialista.

De acordo com os pesquisadores as crianças que faziam mais atividades físicas moderadas tiveram melhor pontuação em alguns testes psicológicos, incluindo nas áreas emocional e social. Mas isso pareceu não afetar os riscos de se passar longo tempo em frente à tela, que estaria associado principalmente a problemas de comportamento e hiperatividade. (Blog Saúde)

Nota: O maior problema é que os pais não estão dispostos a assumir o papel de pais. Muitos tem filhos só para colocá-los ainda bebês em creches ou escolas. Nada contra estas instituições mas o problema é que os filhos estão sendo educados pelos outros e, o que é pior, muitos vezes pela babá eletrônica - a TV e/ou computador. Filhos são presentes de Deus e devem ser considerados como tais. Ellen White escreveu que "o lar deve ser para as crianças o mais atrativo lugar do mundo, e sua maior atração deve ser a presença da mãe. As crianças têm natureza sensível e amorável. Facilmente se consegue agradar-lhes, e facilmente também se pode torná-las infelizes. Mediante uma disciplina suave, em palavras e atos, as mães conseguem unir os filhos ao seu coração. A Ciência do Bom Viver, pág. 338.

Além disso "a mãe deve ser sempre preeminente nesta obra de ensinar os filhos; embora deveres importantes e graves repousem sobre o pai, a mãe, pela quase constante associação com os filhos, especialmente durante os seus tenros anos, deve ser sempre sua especial companheira e instrutora. Deve ter o maior cuidado em cultivar nos filhos o asseio e a ordem, a fim de dirigi-los na correta formação de hábitos e gostos; deve instruí-los para que sejam industriosos" O Lar Adventista, 184

Leia também:
A influência da televisão
Pais devem ser guias e companheiros das crianças

Pr. Evandro Fávero

0 comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

COMPARTILHE

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More