sexta-feira, 16 de dezembro de 2011

Resumo da lição 12 da Escola Sabatina

CLIQUE NA IMAGEM ACIMA PARA BAIXAR O POWER POINT

Título: Vivendo Pelo Espírito

Texto-chave
“Por isso digo: Vivam pelo Espírito, e de modo algum satisfarão os desejos da carne” Gl. 5:16, NVI.

Objetivos

1. Definir o que é viver pelo Espírito.

2. Demonstrar que a vitória no Conflito contra o mal só será obtida pela atuação do Espírito em nossa vida.

3. Entender que o caminho para vitória só se dará se nossa natureza espiritual for alimentada dia-a-dia.

Verdade Central
Cristo venceu o poder do pecado e da morte e através do Espírito operando diariamente na vida do cristão, é possível se vencer os desejos da carne. Andar no Espírito e vencer os desejos da carne é obra de toda uma vida.

Domingo: Andar no Espírito

Paulo, sendo judeu usa o termo “Andar” retirado do Antigo Testamento onde era usado como uma metáfora que refletia a maneira que a pessoas deveriam se comportar.

1. Paulo amplia a visão do “Andar” não como sendo apenas um conjunto de normas a se cumprir, mas uma vida de dependência do Espírito. O uso que Paulo faz desta metáfora deve também estar ligado ao fato de que o primeiro nome a ser associado à igreja primitiva. Antes de os seguidores serem chamados de cristãos eles eram conhecidos como os seguidores do “Caminho”.

2. O Cristianismo não é apenas um conjunto de crenças teológicas centralizadas em Jesus, é um “caminho” de vida a se percorrer.

3. O “Andar” no Espírito na visão de Paulo não se opõe a lei ou a obediência à lei. O que Paulo combateu foi à forma legalista pela qual a lei estava sendo mal utilizada.

Segunda-feira: O Conflito do cristão

É possível neste mundo de pecado vencer nossa natureza carnal? Se for possível a vitória, de que forma o cristão pode consegui-la? Gl. 5:17 e 18

1. A luta que Paulo descreve em Gálatas 5:17 não é a luta de todo o ser humano. É uma luta específica que só acontece na vida do cristão. Todos os seres humanos estão naturalmente em harmonia com a carne. Somente os nascidos do Espírito começam a experimentar este combate.

2. Alguns têm procurado pôr fim a este conflito se retirando da sociedade, se alojando em mosteiros, enquanto outros crêem que por algum ato da Graça de Deus esta natureza terá fim.

3. O conflito do cristão, no entanto só se dará por ocasião da volta de Jesus, ao recebermos um novo corpo incorruptível. Ao entender esta verdade, se percebe que enquanto sangue correr em nossas veias e existir ar em nossos pulmões, estaremos lutando contra nossa natureza pecaminosa.

Terça-feira: As Obras da carne

Que ligação existe entre as obras da carne (Gl 5:19-21) e a violação dos 10 Mandamentos?

As obras da carne são o modo de vida daqueles que ainda não foram transformados. Essas pessoas ainda não foram lavadas pelo sangue de Cristo. A Lei não cumpriu neles o seu papel que é mostrar o pecado e apontar para o Único que pode transformar o pecador.

1. Ser sincero basta? Ser honesto basta? A lista de vícios composta por Paulo é um retrato fiel e claro de todos aqueles que ainda não vivem pelo Espírito.

2. Todas as obras da carne estão voltadas para o egoísmo, para a satisfação pessoal, é o homem voltado para si mesmo. O fruto do Espírito é marcado pela preocupação pelos outros, serenidade e capacidade de recuperação, é o homem voltado para Deus e para o próximo.

3. As obras da carne têm a marca da manipulação humana, o fruto do espírito tem a marca da capacitação divina, pela atuação da graça, reforçando a ideia de que a transformação interior é a fonte da conduta responsável.

Quarta-feira: O fruto do Espírito

A obediência aos Dez Mandamentos reflete o fruto do Espírito, conforme Paulo descreve em Gl 5:22 e 23.

Quando a observância aos Dez Mandamentos reflete uma dependência diária e íntima de Deus, se produz de fato o fruto do Espírito. Mas quando a observância aos Mandamentos é apenas obra de esforço pessoal, o que se consegue não é nada mais do que uma vida de aparências arraigada ao legalismo.

1. Os Dez Mandamentos não são uma alternativa ao amor, eles nos guiam a maneira pela qual devemos demonstrar o amor de Deus ao mundo. O amor transcende a letra da Lei, mas não está em conflito com a lei.

2. A ideia de que o amor a Deus anula os Dez Mandamentos faz quase tanto sentido quanto dizer que o amor pela natureza anula a Lei da gravidade.

3. O Amor é a primeira virtude destacada por Paulo, mas como Paulo deixa claro em outras passagens, (1Co 13:13; Rm 5:5) o amor não é uma entre outras virtudes, é a maior e mais elevada virtude cristã.
4. O caráter cristão é produzido pelo Espírito Santo, não pela mera disciplina moral de tentar viver pela lei. Paulo deixa claro que justificação pela fé não resulta em libertinagem. O Espírito Santo que habita no cristão produz na vida dele virtudes cristãs

Quinta-feira: O Caminho para a vitória

Embora sempre aconteça um angustiante conflito entre a carne e o Espírito no coração de cada cristão, a vida cristã pode ser de vitória e contentamento.

1. “Andar” (Gl 5:16) , do grego peripateo significa literalmente “passear” ou “seguir”. O fato de o verbo estar no presente do indicativo significa que Paulo não falava de uma caminhada ocasional, mas de uma contínua experiência diária.

2. No verso 24 Paulo usa o verbo “crucificar” isto indica que se devemos seguir o Espírito, temos que tomar uma firme decisão de sacrificar os desejos da carne.

3. Em sentido figurado, crucificamos a carne alimentando nossa vida espiritual e matando os desejos da carne.

Conclusão

1. Todos aqueles que desejam entrar em Jerusalém pelas portas devem “andar” no Espírito.

2. O Conflito do Cristão contra as obras da carne só terá fim por ocasião da volta de Jesus.

3. As obras da carne são o homem focado em si mesmo. O fruto do Espírito é o homem focado em Deus e no próximo.

4. O caminho para a vitória passa pela necessidade de crucificarmos os desejos da carne durante todos os dias de nossa vida.

“A Influência do Espírito Santo é a vida de Cristo no coração. Não vemos Cristo nem falamos com Ele, mas o Espírito Santo está bem perto de nós tanto em um lugar como no outro. Ele atua em e através de todos os que recebem a Cristo. Aqueles que conhecem a presença do Espírito no íntimo revelam os frutos do Espírito: Amor, alegria, paz, longanimidade, mansidão, bondade e fé”. (MS 41, 1897, Comentários de Ellen G. White, SDA Bible Commentary, v.6, p. 1112).

Pr. Lucas Modesto de Araújo
Evangelista – Associação Norte Paranaense da IASD

0 comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

COMPARTILHE

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More