quinta-feira, 29 de dezembro de 2011

Resumo da lição 14 da Escola Sabatina

CLIQUE NA IMAGEM ACIMA PARA BAIXAR O POWER POINT

Título: “Anunciando a Glória da Cruz”

Texto-chave
“Mas longe esteja de mim gloriar-me, senão na cruz de nosso Senhor Jesus Cristo, pela qual o mundo está crucificado para mim, e eu, para o mundo” (Gal 6:14).

Objetivos
1. Mostrar que a nossa sabedoria, riqueza e poder são fúteis diante da cruz de Cristo.

2. Mostrar que a nossa esperança está na cruz de Cristo.

3. Mostrar que a salvação é uma obra feita a nosso favor, porém realizada fora de nós, e sem a nossa participação.

Verdade Central

A intensidade da humildade poderia ser a medida da proximidade com Cristo. Quanto mais conhecermos o nosso Salvador, e quanto mais parecido o nosso caráter com o d’Ele, mais humildes seremos, assim como Ele é humilde.

Domingo: Da própria mão de Paulo

Que diferenças significativas observamos na introdução e conclusão da carta aos Gálatas em relação às outras cartas escritas por Paulo?

1.Elementos comuns que aparecem nas cartas de Paulo:
• Saudações a indivíduos específicos; uma exortação final; uma assinatura pessoal; uma benção final.

2.Três diferenças na carta aos gálatas:
• Não contém nenhuma saudação pessoal, assim como a ausência da tradicional ação de graças, indício da relação tensa entre Paulo e os gálatas.
• Paulo costumava ditar suas cartas a um secretário e depois terminava com algumas breves palavras do próprio punho. Aos gálatas foi diferente. Quando pegou a pena escreveu mais do que era comum. Apelou para que se afastassem de seus caminhos insensatos.
• Paulo escreveu aos gálatas com letras grandes (Gálatas 6:11), afim de destacar e enfatizar sua preocupação com os membros daquela igreja.

Segunda-feira: Buscando a glória na carne

Qual era a motivação dos adversários de Paulo?

Suas observações em Gálatas 6:12,13 foram:

1. Querem “ostentar-se na Carne” - em grego significa “uma boa face”, em outras palavras, Paulo estava dizendo que essas pessoas eram como atores buscando a aprovação da plateia.

2. Os líderes religiosos judeus, de Jerusalém, mantinham alianças com alguns outros líderes políticos subalternos locais do Império Romano. Aliás, foi por esse tipo de aliança que Jesus foi crucificado. Tais ligações geram poder terreno. No caso, aqueles judeus com vínculo com os políticos, obtinham com isso, poder e influência. Eram, portanto, cortejados por outros judeus e cristãos, desejosos de se aproveitar dessa posição privilegiada.

4. Paulo apresentou um ponto importante sobre um de seus motivos: o desejo de evitar a perseguição.

Terça-feira: Anunciando a glória da cruz

Quando Paulo pregava o evangelho, que princípios ele tinha por base?

1. Para Paulo, o evangelho tem por base dois princípios: a centralidade da cruz (Gálatas 6:14) e a doutrina da justificação (Gálatas 6:15).

2. Os judeus achavam a morte na cruz talvez como hoje muitos noticiários sensacionalistas dizem que tal criminoso deve “mofar” na prisão.

3. Os romanos achavam a morte de cruz ridícula e apenas aplicável a pessoas da pior espécie, desde que não fossem romanos.

4. Enquanto a maioria das pessoas sentia uma sensação de repugnância em relação à cruz, devido à cultura da época, Paulo disse que sentia orgulho da cruz, ou seja, era para ele glória. Não era vergonha, mas sim, solução para seus pecados.

Quarta-feira: Uma nova criatura

Comentários sobre o segundo princípio da mensagem de Paulo: justificação pela fé.

1. Para Paulo a verdadeira religião não está enraizada no comportamento externo (circuncisão), mas na condição do coração humano.

2. O que significa ser uma nova criatura?

➢ Uma pessoal sem Deus está morta espiritualmente falando (Efésios 2:1).

➢ Nova criatura é o ato divino no qual Deus torna uma pessoa espiritualmente morta e sopra nela a vida espiritual.

➢ Não é algo que pode ser realizado por algum esforço humano.

➢ Jesus se referiu a esse processo como o “novo nascimento” (João 3:5-8).

➢ O que acontece em nós quando nos tornamos nova criatura? Ocorre uma grande mudança no caráter daquele que aceita a Cristo; pois, "se alguém está em Cristo, é nova criatura". II Cor. 5:17.

Quinta-feira: Considerações finais

Como foi a despedida de Paulo aos gálatas?

1. A despedida foi um alerta final.

2. Ele pediu uma bênção a Deus sobre os gálatas, mas não sobre todos.

3. Ele selecionou quem deveria ser abençoado: “aqueles que andam conforme essa regra”, ou seja, que obedeciam as instruções que ele enviara na carta.

4. A despedida de Paulo foi mais um alerta que uma despedida, como que dizendo: quem não for fiel ao que Deus ensina, não vai receber bênção alguma, pelo contrário, vai se perder.

Conclusão

1. Paulo apelou aos gálatas para que se afastassem de seus caminhos insensatos.
2. Devemos servir a Deus pelos motivos corretos.
3. Nossa pregação, como a de Paulo deve ter por base dois grandes princípios: a centralidade da cruz e a doutrina da justificação pela fé.
4. Conforme o conceito de Paulo em relação a ser uma nova criatura. Observar se ocorrem tais mudanças em nossas vidas.

Pr. Júlio Padilha
Evangelista – Associação Catarinense da IASD

0 comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

COMPARTILHE

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More