quinta-feira, 16 de fevereiro de 2012

A nova aliança no meu sangue

“Semelhantemente, depois de orar, tomou o cálice, dizendo: Este cálice é a nova aliança no meu sangue; fazei isto todas as vezes que beberdes, em memória de mim.” I Coríntios 11:25

As raízes da Ceia do Senhor vêm do Velho Testamento (Gn 12:1-3; 15:9-18), e consequentemente todos os povos faziam aliança entre si com base no modelo deixado por Deus. Concerto: Deus x Abraão.

Se a Bíblia fosse escrita hoje, com certeza iria aparecer nomes como Barack Obama, Sarkozy, Inglaterra, Rússia, etc.

Existiam dois pactos principais entre as pessoas:

1 – Pacto de Paridade ou Igualdade: Quando as duas partes se equivaliam em poder financeiro, político, cultural, etc. Como por exemplo: Grã- Bretanha e França.

2 – Pacto por Vassalagem – EUA x Haiti. Quando Deus fez o pacto com Abraão, era de vassalagem. Quando eram dois grandes, eles sentavam e conversavam. Quando o primeiro era muito forte, o mais fraco simplesmente aceitava tudo ou nada. (Geralmente aceitava integralmente.)

Para realizar ambas alianças, existia uma cerimônia:

1- Era escolhido um lugar;

2- O mais forte estabelecia as regras;

3- O pequeno não podia fazer nenhuma alteração;

4- O tratado era feito em duas cópias escritas em tábuas de pedra ou barro;

5- Esta era colocada numa caixa no pé da divindade, para que o seu deus ficasse vigiando;

6- Havia a cerimônia do sangue que podia ser:

a) Os dois cortavam o pulso e davam o sangue na boca do outro para dizer: somos irmãos de sangue (um não pode trair o outro).

b) Um animal morria e eles banhavam as mãos no sangue.

A cabeça do animal ficava dentro da caixa e se dizia: Aqui não está a cabeça do carneiro, mas a cabeça de sua esposa, filhos, caso você quebre o concerto. Havia imprecações (Dt 28) como a de que se você não for fiel uma serpente vai te picar.

Existe um certo misticismo na alimentação (no caso do pão da Ceia), porque se duas pessoas comem o mesmo pão, daqui um certo tempo uma pequena gotinha de sangue vai correr na minha e na sua veia, isto quer dizer que temos algo em comum.

A solução do ser humano é aceitar pela fé a salvação oferecida gratuitamente ao homem, através do sangue precioso de Cristo Jesus.

Até hoje ninguém conseguiu obedecer a lei de Deus (nem Abraão), e consequentemente mereceríamos a morte eterna. Graças a Deus que Ele fez um pacto de igualdade com Jesus, e Ele obedeceu integralmente e nos oferece, nos imputa sua justiça independente das obras da lei. “Abraão creu em Deus e isto lhe foi imputado para justiça”. (Rm 4:3)

Aproveitemos esta chance de alcançarmos o Céu.

Que Deus te abençoe.

Pr. Edson Edy I. Ribeiro
Associação Paulista Sul – UCB

0 comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

COMPARTILHE

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More