terça-feira, 3 de abril de 2012

A esperança da vitória

“E, quando este corpo corruptível se revestir de incorruptibilidade, e o que é mortal se revestir de imortalidade, então, se cumprirá a palavra que está escrita: Tragada foi a morte pela vitória.” 1 Coríntios 15:54

O verso de hoje nos transporta ao cenário do evangelho da salvação, “apoiado inteiramente no que Cristo realizou por nós através de Sua morte e ressurreição”, quebrando o poder do pecado e da morte, libertando-nos do poder do mal, do medo e da escravidão (Lições ES, IV trim. 2011, p. 19).

Quando cursava o segundo ano de teologia, recebi a notícia de que minha mãe estava com um câncer, já em fase terminal. Nas férias do meio do ano não fui colportar (vender livros). Fui para casa para estar com minha família. Era 24 de julho de 1994, um domingo frio, então fui à casa de um amigo. Retornei à minha casa por volta das 17 horas e encontrei-a nas mãos da enfermeira dando seus últimos suspiros.

Costumo dizer que minha mãe não morreu. Apenas descansou nos braços poderosos do Senhor. Ela era uma mulher incansável e fiel, dedicada ao Senhor e exímia professora. Todos os dias, ela iniciava as atividades escolares estudando a Bíblia com os alunos, e, como resultado, muitos se entregaram ao Senhor.

Quando minha mãe morreu e foi sepultada ela estava destruída pelo câncer, mas quando Jesus voltar, vai ressuscitá-la. E em outro verso, a Bíblia nos garante: será ressuscitada incorruptível e imortal, com um corpo glorioso para ver a Jesus. Essa é a esperança. Essa é a vitória garantida por Cristo. Esperar o desfecho da história e no final experimentar a vitória que só os que esperam em Cristo receberão.

“A voz que bradou da cruz: "Está consumado" (João 19:30), foi ouvida entre os mortos. [...] Assim será quando a voz de Cristo for ouvida do céu. Ela penetrará as sepulturas e abrirá os túmulos, e os mortos em Cristo ressurgirão. [...] todos os queridos mortos Lhe ouvirão a voz, saindo para uma vida gloriosa, imortal. O mesmo poder que levantou a Cristo dentre os mortos, erguerá Sua igreja, glorificando-a com Ele” (O Desejado de Todas as Nações, p. 787).

As lutas são grandes, mas o ponto final dessa história já está na mão do nosso Senhor, e Ele dirá: Está consumado! O pecado não mais existirá, a morte será tragada e a Sua vitória será nossa, eternamente!

Pr Evaldino José Almeida Ramos Missão do Tocantins – UCOB

0 comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

COMPARTILHE

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More