quarta-feira, 6 de junho de 2012

Preparando nossos filhos

“Ensinai a vossos filhos, assentado em vossa casa, andando pelo caminho, deitando-vos e levantando-vos.” Deuteronômio 11:19

Fiquei muito triste ao visitar o velório do filho de uma irmã da igreja. Ela se tornou cristã quando já adulta e seu filho morreu sem aceitar a Jesus. Quando eu cheguei ao local ela chorava e perguntava: “Pastor, será que meu filho será salvo?” Eu não sabia o que dizer e então proferi palavras que a confortassem espiritualmente, pois não sabemos o que passou no coração deste jovem nos seus últimos momentos de vida. Ao voltar para casa passei a refletir em nosso papel como pais cristãos.

Será que não estou falhando, será que tenho passado para meus filhos essa imagem de preparação para o porvir? Será que tenho adquirido material para alimentá-los espiritualmente e guiá-los à eternidade? Será que tenho proporcionado momentos espirituais especiais para que eles possam amar as coisas celestiais?

 “Curto é o tempo que dispomos aqui. Não podemos passar por essa vida senão uma vez, tiremos, pois o melhor proveito de nossa vida. A tarefa a que somos chamados não requer riquezas, posição social, nem grandes capacidades, se soubermos aproveitar fielmente as oportunidades de nossos lares, maravilhosas serão suas possibilidades. Se abrirmos o coração e o lar aos divinos princípios da vida poderemos ser condutos que levem correntes de forca vivificante. A primeira obra dos cristãos é serem unidos na família, então a obra se deve estender a seus vizinhos de perto e de longe. A influencia de famílias e igrejas depende das influencias domesticas.” Lar Sem Sombras, p. 19,20

Isso me leva a pensar que preciso preparar melhor meus filhos para viverem a eternidade. Como Noé preciso alertar o mundo, mas se não conseguir salvar ninguém é imprescindível entrar no céu com minha família. “A obra dos pais sábios jamais será apreciada pelo mundo, mas quando se instalar o juízo e se abrirem os livros, sua obra aparecerá como Deus a vê e será recompensada diante dos homens e dos anjos. Ver-se-á que uma criança que foi criada de maneira fiel tem sido uma luz ao mundo. Custou lágrimas, ansiedades e noites sem dormir a vigiar a construção do caráter desta criança, mas a obra foi feita com sabedoria, os pais ouvem o “bem está” do Mestre. Ibidem, p. 213.

Que citação linda! Esse é o meu anseio de pai. Peço todos os dias a Deus sabedoria ao criar meus filhos nos caminhos do Senhor. Esse é o desejo de meu coração, quando Jesus voltar, entregar os meus filhos nos braços do Salvador. E você, tem cumprido o seu papel como mãe e como pai ao instruir seus filhinhos nos caminhos corretos? Que Deus nos ilumine e que possamos fazer o nosso trabalho, dedicar tempo e nos prepararmos melhor para a educação dos nossos pequeninos. Que o nosso lar possa ser um pedacinho do céu que terá continuidade nas mansões celestiais. Amém.

Pr. Evanir Rodrigues dos Santos 
Associação Maranhense - UNB

0 comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

COMPARTILHE

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More