domingo, 30 de setembro de 2012

Resumo da lição número 1 da Escola Sabatina

 
CLIQUE NA IMAGEM ACIMA PARA BAIXAR O POWER POINT

Título: “O Grande Conflito: Fundamento de nossas Crenças”

Texto-chave 

“E porei inimizade entre ti e a mulher, e entre a tua descendência e o Seu descendente; este te ferirá a cabeça, e tu lhe ferirás o calcanhar”. Gn 3:15 (Edição Contemporânea)

Objetivos 

1.Conhecer o Grande Conflito - os eventos do Grande Conflito entre Deus e Satanás e como isto afeta todos os aspectos da vida do cristão e do seu sistema de crenças.

2.Sentir o peso da eternidade - o significado eterno da escolha individual nesse Grande Conflito.

3.Fazer a minha parte na missão - aceitar o sacrifício de Cristo em seu favor e cooperar na proclamação desse evangelho como parte essencial do Grande Conflito.

Verdade Central 

O tema do Grande Conflito entre o bem e o mal é o conceito que dá sentido às crenças fundamentais da Igreja Adventista do Sétimo Dia e afeta a vida de todos no Universo. O mais importante é a escolha que cada um deve fazer entre Deus e Satanás.

Domingo: O conflito e seus atores 

O poeta T. S. Eliot escreveu: “Em todos os meus anos, uma coisa não muda. Por mais que você a disfarce, essa coisa não muda: A perpétua luta entre o bem e o mal.” Quais são os atores principais no Conflito e por que cremos que estes atores são descritos por símbolos, mas seus poderes são reais e literais? Gn 3:15; Ap 12:1-17

As bases do Grande Conflito:

• Os atores principais são Cristo x Satanás.

• A Bíblia afirma que são atores literais de um conflito real e universal.

• Todos no Universo estão envolvidos, e são coadjuvantes neste conflito, através do seu livre arbítrio. E se os poderes não fossem reais, a esperança não seria real também.

Segunda-feira: A queda de Lúcifer 

A Bíblia não menciona explicitamente as questões envolvidas neste conflito, mas elas podem ser deduzidas a partir de alguns textos bíblicos como: Isaías 14:4-21 e Ezequiel 28:12-19, que no contexto original, representavam os reis pagãos de Tiro e Babilônia, mas, quando lidos cuidadosamente, apresentam detalhes que vão além desses antigos governantes orientais, e apontam para a posição original da queda de Satanás.

Comparando Isaías 14:1-21 e Ezequiel 28:12-19, com o texto de Paulo em 1 Timóteo 3:6, percebemos como a vaidade forma o pecado, mesmo em um coração convertido.

Estes textos levantam três questões: orgulho, autonomia e independência.

• Satanás ficou orgulhoso por causa da beleza, perfeição e privilégios que recebeu do Criador. Quis ser igual a Deus, receber a adoração dos anjos e corrompeu sua santidade, dando origem ao Grande Conflito.

• Independência é sempre de algo ou alguém. O pecado de Satanás, na busca por independência e autonomia – representava o desejo de ser livre das “restrições” de Deus e de Suas leis. Ao recusar se submeter à autoridade da lei de Deus, Satanás mostrou que desejava viver sob um conjunto diferente de condições.

• A lei de Deus é um reflexo do Seu caráter; portanto um defeito na lei equivale a um defeito no caráter de Deus. A rebelião de Satanás foi contra o próprio Deus, e tudo no Universo, criado por Deus.

Terça-feira: A arma de Deus 

Em Gênesis 3:15 está a primeira profecia messiânica na Bíblia. É o resumo do Grande Conflito e anúncio da história da redenção, ainda no Éden, imediatamente após o pecado ter afetado a humanidade. De que forma o Grande Conflito é revelado em Gênesis 3:15?

Explica como o Grande Conflito passaria a atingir também a humanidade:

• Satanás, a antiga serpente (Apoc. 12:9 e 20:2) passaria a perseguir ao povo de Deus. Representado em Gên. 3:15 pela figura profética da Mulher e seus descendentes, que simboliza a Igreja e povo de Deus remanescente (Apoc.12:17).

• Deus não permitirá que Satanás prevaleça. Ele conseguirá incomodar, mas não vencerá – a serpente ferirá a mulher no calcanhar.

• Deus dará à Igreja, vitória sobre o inimigo. A igreja remanescente será também a igreja triunfante – a mulher ferirá a serpente na cabeça.

Quarta-feira: A batalha de Satanás

Satanás tem trabalhado incansavelmente para minar os planos do Senhor, e grande parte dos seus esforços no Grande Conflito tem sido em torno dos temas do Santuário de Deus.

Deus atuou por meio dos rituais do santuário israelita, para expor através de símbolos, os conceitos da morte expiatória e sacrifical de Cristo, por meio do corpo como o santuário do Espírito Santo para ampliar os valores cristãos, aplicados à vida de Seus filhos, e por meio da missão da igreja, para que este evangelho alcançasse a todas as pessoas além de Israel, e da Sua Igreja.

Note como Satanás procurou impedir, deturpar, corromper a ação de Deus:

• Deut. 32:17-18, Dan.8:9-12; Israel passou a oferecer sacrifícios aos demônios e não a Deus, e deixou de dar ouvidos à Rocha e às orientações de Deus à Seu povo. No tempo do fim Satanás volta a usurpar a adoração a Deus, blasfemando contra Deus, criando imagens, ídolos e falsos líderes, que ocupem o lugar de Deus em sistema de adoração pagã.

• Rom. 1:20-28; corrompendo a filosofia, princípios e valores de vida, para que o corpo desonre a Deus na mente, hábitos, prostituição, alimentos, crenças e tudo que o homem escolhe fazer na vida.

• Mat. 2:1-18, 4:1-11, 16:21-23, 27:39-42; procurou matar o menino Jesus, tentou fazer com que Jesus pecasse no deserto da tentação, usou Pedro para tentar desviar Cristo de Sua missão, e pouco antes da vitória de Cristo, ainda O tentou a desistir, usar Seu poder e descer da cruz.

Quinta-feira: Escolhas 

Josué deixou claro, a necessidade de fazermos a nossa escolha, e ampliarmos esta escolha à família e ambiente de vida:

Jos. 24:14-14 “Agora temam o Senhor e sirvam-no com integridade e fidelidade. Joguem fora os deuses que os seus antepassados adoraram além do Eufrates e no Egito, e sirvam ao Senhor. Se, porém, não lhes agrada servir ao Senhor, escolham hoje a quem irão servir, se aos deuses que os seus antepassados serviram além do Eufrates, ou aos deuses dos amorreus, em cuja terra vocês estão vivendo. Mas, eu e a minha família serviremos ao Senhor”

De que maneira Apoc. 14:6-13 anuncia que as questões do Grande Conflito serão universalmente reveladas?

 • Os mensageiros divinos apresentarão ao mundo, através do povo de Deus:

- Os valores do evangelho eterno.

- O dever de adorar somente o Criador.

- O juízo divino.

• Diante do evangelho eterno, as mentiras de Babilônia serão desmascaradas.

• Todos terão a clareza e o direito de escolher a quem de fato querem adorar: A Besta e a sua imagem, ou a Deus e a Sua imagem.

• Os adoradores da besta serão destruídos, com Satanás e tudo o que o pecado afetou, enquanto os adoradores de Deus serão salvos eternamente.

Conclusão 

Está claro que no Grande Conflito:

1.Não há ponto neutro. Todos nós escolhemos um lado e seguimos, mesmo os que alegam não crer, ou não escolher.

2.Deus não deixará que a guerra de Satanás contra Cristo faça nenhuma vítima involuntária. Cada um será justamente recompensado somente pela escolha que fez.

3.O pecado afeta a vida como um todo, e se nada for feito, o simples fim da história do pecado é a morte, desgraça e completa aniquilação de tudo e de todos.

4.Escolher Deus é simples, fácil, mas depende de uma entrega completa, em tudo no viver.

5.Qual tem sido a sua escolha? Como esta escolha tem sido revelada através da sua vida?

Pr. Elton Ricardo Iglesias Bravo 
Departamental do Ministério Jovem pertencente à Associação Central Sul Riograndense – ACSR

0 comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

COMPARTILHE

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More