domingo, 26 de maio de 2013

Resumo da lição número 9 da Escola Sabatina

CLIQUE NA IMAGEM ACIMA PARA BAIXAR O POWER POINT E O RESUMO EM WORD

TÍTULO:  O dia do Senhor (Sofonias e Naum)

TEXTO CHAVE: “O Senhor será terrível contra eles, porque aniquilará todos os deuses da terra; todas as ilhas das nações, cada uma do seu lugar, O adorarão” (sofonias 2:11)

OBJETIVOS:

1º Os juízos de Deus mostram Sua grandeza para com todas as pessoas.

2º Aprender a alegrar-se na Salvação do Senhor.

3º Confiar, obedecer e adorar a Deus, como parte do Seu Povo remanescente, e servir ao próximo, em resposta a sua imensa bondade.

VERDADE CENTRAL: O Deus Vivo é o Deus de todas as nações. Ele não somente ama a todos, mas deseja que todos sejam salvos. Ele se deleita quando uma pessoa responde ao seu amor, vai a ele, torna-se uma nova pessoa, e O adora.

RESUMO DA SEMANA:

Domingo: Dias de Trevas

O ponto central da mensagem de Sofonias é o “Dia do Senhor” (1:7) Para os profetas bíblicos o Dia do Senhor se refere a um período específico de tempo em que Deus intervém nos assuntos humanos, para salvar e julgar. A maioria das pessoas do antigo Israel acreditava que nesse dia o Senhor salvaria e exaltaria Israel, enquanto as nações inimigas seriam destruídas para sempre. Para grande a grande surpresa dos que ouviam, o profeta declarou que o dia do Senhor seria de condenação até mesmo para o povo de Deus (:1-5), porque as pessoas haviam pecado contra ele (1:17). Leia Sofonias 1:18 que tipo de situação temos enfrentado nos quais todo o dinheiro do mundo não poderia nos salvar?

Segunda-feira: Os humildes da Terra

Sofonias 2:3 chama o povo ao arrependimento, essa expressão refere-se ao mansos da terra, como as passagens de Mateus 5:3, Salmos 76:9 e Isaias 11:4 podem lançar Luz ao que Sofonias Falou? A sobrevivência dependia unicamente da graça divina, e a graça nunca deve ser desprezada. Diante da destruição eminente, havia esperança para o futuro em Deus, que é misericordioso. O senhor havia prometido proteger todos que confiassem nEle. Em Ciencia do Bom Viver Ellen White faz o seguinte comentário: Ninguém é aparentemente mais desamparado, e na realidade mais invencível, do que a pessoa que sente sua nulidade e confia inteiramente nos méritos do salvador. Pela oração, pelo estudo de sua palavra, pela fé em sua constante presença, a mais fraca das criaturas humanas pode viver em contato com o Cristo vivo, e ele a segura com mão que nunca a soltará.

Terça-feira: Cidade Corrupta

A capital de Judá estava no centro das preocupações de Sofonias. Ele acusou seus líderes a respeito da degradação moral da cidade. A corrupção surgiu diretamente do fracasso de seus líderes em viver de acordo com as funções e responsabilidades que lhes haviam sido designadas. Como povo de Deus, temos recebido tanta luz e verdade, pôde se tornar tão corrompido? Olhe ao seu redor. Por mais atraente que seja, o mundo está condenado à destruição final. Não é preciso acreditar na Bíblia para ver como essa destruição pode acontecer facilmente. Como podemos aprender a confiar no Senhor mais e mais e não nas coisas terrenas?

Quarta-feira: O maior deleite de Deus

Na parte final de Seu livro Sofonias passa do tema da ira para o tema da restauração. Além do Juízo, chegamos aos objetivos finais de Deus. Quando as nações forem disciplinadas, todas elas invocarão o Senhor e O servirão de todo o coração. Os lábios do povo serão purificados para que todos adorem e louvem ao Senhor, servindo-o. Como podemos aprender a ter confiança na promessa da segunda vinda de Cristo? Como podemos aprender a manter viva essa esperança, especialmente em momentos de dificuldade, quando o mundo não nos oferece nada além de tristeza?

Quinta-feira: Resposta a injustiça

A profecia de Naum é a apalavra de Deus contra os reinos deste mundo representados por Nínive. Os assírios tinham saqueado muitas nações e tinham desejo insaciável pelo poder. Sua crueldade era notória. Como “navalha” de Deus, eles haviam tosquiado avidamente seus vizinhos. Então, chegou o momento de quebrar a navalha. Instrumentos do Juízo divino não estão isentos do julgamento. Nínive não mais existe, mas o testemunho profético permanece vivo. Isso nos faz lembrar que, embora a justiça de Deus pareça lenta, no fim das contas nada pode impedi-la.

CONCLUSÃO:

O juízo está vindo, mas a graça e a misericórdia ainda estão disponíveis aos que as buscam fervorosamente.

Pr. Celio Longo 
Associação Central Paranaense

0 comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

COMPARTILHE

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More