quinta-feira, 3 de outubro de 2013

Resumo da lição número 01 da Escola Sabatina

 
CLIQUE NA IMAGEM ACIMA PARA BAIXAR O POWER POINT E O RESUMO EM WORD


TITULO: O santuário celestial

TEXTO CHAVE: “Ouve tu nos céus, lugar de tua habitação, a sua prece e a sua suplica e faze-lhes justiça ” 1Rs 8:49

OBJETIVOS:

1º Conhecer a realidade do santuário celestial, ele é um lugar no céu e não uma metáfora de salvação

2º Entender que há cinco principais funções do santuário celestial: Habitação de Deus, centro de comando do universo, lugar de adoração, tribunal celestial e centro de salvação. Quais dessas funções existiam antes do pecado e quais existirão ao fim do grande conflito.

VERDADE CENTRAL:

Mesmo em meio ao adultério espiritual e o juízo divino, o amor de Deus por seu povo nunca vacila

DOMINGO: A habitação de Deus

Costumamos dizer que “Deus está em todo lugar” ou que Ele é “onipresente”, o que significa que Ele está presente em todo o universo. Muitas vezes as escrituras declaram que a a habitação de Deus está no céu (1Rs 8:30, 43,49). De modo especial Deus habita no céu, em sua gloriosa presença e santidade. No céu, é vista a maior manifestação da presença de Deus. Há uma diferença, porém, entre a “presença geral” de Deus e sua “presença especial”. Deus está geralmente presente em todos os lugares. No entanto, escolhe se Revelar de modo especial no céu.

A Bíblia apresenta o céu (Jo 14:1-3 e o santuário celestial como lugares reais (Hb 8:2), nos quais Ele pode ser visto (At 7:55,56; Ap 4:2,3). Temos que concluir que até mesmo o Céu e o santuário celestial são lugares nos quais Deus condescende em se encontrar com Sua criação.

SEGUNDA: Sala do trono

O que a Bíblia ensina sobre o trono de Deus? Salmos 47:6-9; 93:1,2; 103:19

Na bíblia, ocorrem várias visões do trono celestial. A maioria delas retrata uma espécie de assembleia celestial, tendo Deus como rei. Curiosamente, a maior parte delas se relaciona com assuntos humanos, geralmente apresentando Deus agindo ou falando em favor dos justos. Quais são as características do caráter e do governo de Deus? Salmos 89:14; 97:2

O governo de Deus abrange retidão e justiça, bem como amor e verdade. Essas qualidades morais descrevem sua maneira de agir no mundo e ressaltam sua posição em todo o universo.

TERÇA: Adoração no Céu

Muitas passagens bíblicas apresentam o santuário celestial como lugar de adoração. Isaias 14:12-21 e Ezequiel 28:11-19 não apenas descrevem a queda de Lúcifer e o surgimento do mal, mas também retratam a existência do santuário celestial, mesmo antes do pecado, tendo lucifer como o “querubim da guarda ungido” (Ezequiel 28:14). A posição de Lúcifer como querubim da guarda implica a existência do lugar santíssimo do santuário celestial. A função deste santuário anterior a queda é afirmada na passagem paralela: ele era o “monte da congregação” (Is 14:13). No santuário celestial criaturas inteligentes não caídas se reuniam para adorar o criador. Apocalipse 4 e 5 descrevem depois da Ascenção de Jesus a adoração no santuário celestial, as criaturas louvam seu criador (Apoc 4 ) e redentor (Apoc 5).

QUARTA: Sala do tribunal

Muitos salmos revelam que o Senhor não é indiferente ás necessidades dos justos nem ás injustiças que eles enfrentam. Ele reage às questões que clamam por reparação. Quando Deus Julga, a sala do trono se torna uma sala de julgamento, e o trono celestial, um tribunal. Aquele que está entronizado é o juiz. (Salmos 9:4-8)

Por mais que clamemos por justiça, muitas vezes não a vemos. Por que, então, devemos confiar na justiça de Deus? Sem sua prometida justiça, qual seria a nossa esperança?

QUINTA: Lugar de salvação

O livro de Hebreus ensina que cristo está ministrando no santuário celestial como sumo sacerdote. Ali, sua obra está focalizada em nossa salvação, porque ele “compadece” agora , por nós, na presença de Deus (Hb 9:24).como ocorria no santuário terrestre, o santuário celestial é o local em que é feita a “propiciação” (reconciliação) pelos pecados dos crentes (Hb 2:17). O Jesus que morreu por nós é o mesmo que ministra no céu em nosso favor.

CONCLUSÃO:

O santuário celestial revela um Deus amoroso que condescendeu em morar com suas desde o início da criação. 

Nome completo do autor do resumo: Celio Longo
Departamental Ministério Pessoal e Escola Sabatina - ACP
 



0 comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

COMPARTILHE

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More