domingo, 6 de julho de 2014

Resumo da lição número 2 da Escola Sabatina

http://www.usb.org.br/admin/files/arquivos/233b0564fcb61ed22fe5a169eb1f6ada.zip
CLIQUE NA IMAGEM ACIMA PARA BAIXAR O POWER POINT E O RESUMO EM WORD
TÍTULO: “O Filho”

TEXTO-CHAVE

“O próprio Filho do Homem não veio para ser servido, mas para servir e dar a Sua vida em resgate por muitos” (Mc 10:45).

OBJETIVOS

1. Compreender a natureza de Cristo como indispensável para entender a natureza da salvação.

2. Perceber que através da humanidade de Jesus, Ele está totalmente identificado com nossas lutas e provações

3. Aceitar que a divindade de Cristo demonstra que o ser humano não pode salvar-se por si mesmo
 
 
VERDADE CENTRAL

A natureza de Cristo oferece à humanidade tanto um Amigo compreensivo quanto um Criador onipotente, capaz de Se tornar um divino Substituto dos pecadores
 
 
DOMINGO: O Filho do Homem

Por que Jesus usou mais de 80 vezes a expressão “Filho do Homem” para referir-se a Si mesmo?

• Jesus usou esta expressão para enfatizar Sua humanidade. Essa expressão idiomática era comum no Antigo Testamento para referir-se ao ser humano

• A Bíblia afirma que Jesus: nasceu, cresceu como uma criança, teve irmãos e irmãs, sentiu fome e sede, dormiu e sentiu cansaço

• De acordo com Daniel 7:13-14, Jesus usou este titulo para falar de Sua messianidade
 
 
SEGUNDA-FEIRA: O Filho de Deus

Até que ponto é fundamental para a salvação crer que Jesus não era apenas plenamente homem, mas também plenamente Deus?

• O titulo “Filho de Deus”, usado por diferentes pessoas em diferentes circunstâncias, foi aceito por Jesus ao longo do Seu ministério

• O próprio Deus, o Pai, no batismo e na transfiguração, reconheceu Jesus como Filho

• Esse titulo revela a igualdade entre a natureza de Jesus e do Pai. Somente Deus tem poder para salvar a humanidade perdida
 
 
TERÇA-FEIRA: Natureza Divina de Cristo – Parte I

De que maneira Jesus apresentou Sua natureza divina ao longo do Seu ministério?

• De maneira sutil, através de Suas afirmações, milagres e comparações Jesus levou Seus ouvintes a reconhecerem-no como Deus

• Jesus enfatizou diversas vezes Seu estreito relacionamento com o Pai

• Quando Jesus afirmou que Deus era Seu Pai, Ele estava fazendo-Se igual a Deus
 
 
QUARTA-FEIRA: A Natureza Divina de Cristo – Parte II

Que afirmações taxativas de Jesus não deixaram dúvidas quanto à Sua natureza divina?

• Ao afirmar que Ele era a “ressurreição e a vida”, Jesus Se coloca em pé de igualdade com o Deus, o Pai

• Quando Jesus fala de Sua pré-existência deixa claro que Ele é eterno, atributo pertencente única e tão somente a Deus

• Em João 8:58, Jesus anunciou a Si mesmo como um Ser auto-existente. Seus opositores entenderam Sua mensagem ao tentar apedrejá-Lo.
 
 
QUINTA-FEIRA: Missão de Cristo
 
Quais foram alguns objetivos essenciais da missão de Jesus nesta Terra?

• Jesus veio corrigir muitas distorções existentes em Seus dias a respeito de Deus

• Jesus revelou que somente através do derramamento de Seu sangue, o sangue do Filho de Deus, a humanidade perdida poderia ser salva

• Jesus definiu em termos claros o real sentido de Sua missão: “O Filho do Homem veio buscar e salvar o perdido” – Lucas 19:10
 
 
CONCLUSÃO

1. Descobrir pessoalmente quem é Jesus é fundamental para a salvação – João 17:3

2. Através de Sua natureza humana Jesus está para sempre identificado com Suas criaturas terrestres

3. Se Jesus não fosse plenamente Deus, Seu sacrifício teria sido em vão

4. Crer em um Deus divino-humano é fundamental para a nossa salvação e nossa fé
 
 
Amarildo Ferreira dos Santos
Rádio e TV Novo Tempo
Associação Central Paranaense

0 comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

COMPARTILHE

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More